Agrofloresta na Visão do AgroSintropia

A Agrosintropia vê a agrofloresta como uma forma de caminhar junto com a vida neste planeta. É uma abordagem ao mesmo tempo inovadora e ancestral que vai além dos cultivos agrícolas e florestais. Inspirada pela Agricultura Sintrópica de Ernst Götsch, nossa visão é guiada pela Sintropia, a tendência natural dos sistemas vivos a se organizarem e se regenerarem. Essa compreensão da sintropia nos permite ver a agrofloresta não apenas como uma técnica, mas como uma filosofia de vida, uma forma de interagir com a natureza que é ao mesmo tempo científica e espiritual.

A vida é um instrumento que a Natureza criou, onde cada espécie, cada indivíduo, tem uma função específica dentro de uma estratégica Sintrópica. Cada espécie é pré-condicionada pelos que vieram antes e por meio de sua existência, modificam o entorno definindo quais espécies os sucederão. É uma visão que reconhece o trabalho e função de todas as espécies neste planeta. Essa compreensão nos permite ver a agrofloresta como um sistema dinâmico e evolutivo, onde cada elemento contribui na saúde e na vitalidade do Todo.

Na Agrosintropia, reconhecemos que antes de pensar em combater as ‘doenças’ e ‘pragas’ é fundamental compreender porque elas aparecem e qual serviço elas estão realizando no local. Essa abordagem nos permite ver esses seres vivos não como inimigos a serem erradicados, mas como indicadores de desequilíbrios que precisam ser entendidos e corrigidos. É uma abordagem que busca a harmonia e o equilíbrio, trabalhando com a natureza em vez de contra ela. Desenvolvemos assim uma agricultura que pacifique o trabalho no campo.

Da forma como percebemos a natureza fica claro que a estratégia de regeneração dos organismos florestais é regida por dois princípios: a Sucessão Vegetativa, que acontece quando um grupo de espécies cria condições para as próximas, e a Estratificação, que é a organização das plantas em ‘camadas’ ou ‘andares’ com o objetivo de aproveitar ao máximo a luz do Sol no processo da fotossíntese. Esses princípios refletem um estudo profundo dos ritmos e padrões da natureza e são fundamentais para a criação de sistemas agroflorestais resilientes e produtivos.

Em nosso olhar, vemos com clareza a Cooperação em todas as relações naturais. Essa compreensão da cooperação como um princípio fundamental da vida nos guia em nosso trabalho, permitindo-nos criar sistemas que são verdadeiramente regenerativos. É uma visão que reconhece a interdependência de todas as coisas e busca criar relações que são mutuamente benéficas e enriquecedoras.

Neste sentido a forma como podemos interagir e cooperar com os sistemas vivos é através do manejo. Na agricultura sintrópica, o manejo agroflorestal é essencial, representando 95% do esforço para criar agroflorestas resilientes e produtivas. É o elo que une o ser humano aossistemas florestais, sendo a chave para benefícios sociais e ambientais. A união de conhecimento técnico e prática eficiente otimiza resultados e minimiza problemas. O manejo busca acelerar a sucessão, fortalece o sistema, aumenta a fertilidade do solo e a biodiversidade, permitindo a criação de sistemas agrícolas que atendem às necessidades humanas e da natureza.

A agrofloresta concilia prosperidade econômica consciente com o bem-viver das futuras gerações. Nos convida a ser parte integrante de um todo maior, a ser instrumentos da Terra em sua eterna jornada de complexidade e regeneração. É uma visão que vai além da técnica, alcançando as profundezas da vida e do nosso relacionamento com o planeta.

Na Agrosintropia, essa visão é traduzida em profissionalismo na elaboração de projetos agroflorestais. Inspirados na sabedoria da Agricultura Sintrópica e no profundo respeito pela natureza, trabalhamos para criar soluções personalizadas e eficazes que compreendem a realidade do campo. Nosso objetivo é desenvolver soluções mais conscientes e sustentáveis para a agricultura, gerando rentabilidade de forma regenerativa. É um trabalho que combina ciência com ética, buscando criar soluções baseadas na natureza para nossos sistemas de produção agrícola e florestal.

 

Autores:

Murilo de Lima
Arantes

Murilo de Lima
Arantes
Diretor Executivo

Pedro Faria Lopes
Diretor de Projetos
Engenheiro Florestal

Continue lendo
Superando Desafios: A Mecanização e o Futuro da Produção Agroflorestal

Superando Desafios: A Mecanização e o Futuro da Produção Agroflorestal

A mecanização na produção agroflorestal representa um desafio grande, mas motivador, especialmente quando consideramos áreas de mais de 30 hectares. As práticas agroflorestais, inspiradas nos princípios da Agricultura Sintrópica, são complexas e diversificadas e exigem uma abordagem que respeite a complexidade dos ecossistemas naturais, integrando a produção agrícola com a restauração ambiental. Um avanço significativo […]

Sistemas Agroflorestais Alimentando a Vida do Solo

Sistemas Agroflorestais Alimentando a Vida do Solo

Ao explorarmos os mistérios do solo, nos deparamos com um mundo invisível, porém essencial: o reino dos microrganismos. Nesse domínio subterrâneo, a relação entre as plantas e esses microrganismos é tão antiga quanto a própria história da vida. As plantas dependem fundamentalmente dessas interações microbianas para sua própria existência. Essa interdependência é o cerne da […]

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?